Filho pródigo

A música “Filho Pródigo”, de Rubem Amorese e Toninho Zemuner, fala de um folião, com poderes de rei momo, que luta por encontrar (por decreto) alegria e felicidade nesses quatro dias. Mas como esquecer que a quarta-feira vem aí? A cena é associada com a imagem do filho pródigo, que, aos poucos, vai se desiludindo das farras, vai percebendo a presença dos porcos e começa a se lembrar da segurança e do amor singelo da casa do pai, em comparação à alegria ilusória que agora tem. Chega o momento em que ele atina com seu real estado de penúria, arrepende-se e decide voltar. Espero que goste.

Filho Pródigo

Felicidade eu decretei.
Ansiedade é contra a lei, viu?
E a alegria vai reinar, viu?
Mas, se a folia se acabar,
E a quarta, enfim, chegar…
Chegar?

Felicidade se perdeu.
E a alegria, que era eu, viu,
Deste palhaço triste quem riu?
Será que o meu reinado é assim,
Enfim, desilusão…
Será?

Lembro da casa do meu pai,
Lugar da paz que não se esvai;
Enredo de alegria,
Dança sem fantasia,
Folia santa, sem fim.

Deste reinado eu me cansei;
À antiga vida eu voltarei.
Chega de falsidade,
Quero a felicidade,
Luz de verdade, meu Rei!
Novo samba eu vou sambar, hem,
Aqui não vou ficar, não,
Pra casa eu vou voltar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s