Jesus, o Mediador

Elben M. Lenz César | Refeições Diárias com Jesus

“Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós”. (Romanos 8.34)

O assunto é sério. Porque há um litígio antigo e enorme entre a criatura e o Criador, o ser humano necessita desesperadamente de um mediador. Não pode ser qualquer um, não pode ser um igual, não pode ser uma pessoa sem méritos diante de Deus, não pode ser um representante não autorizado. As exigências naturais são tantas e tão complexas que só uma pessoa pode assumir o papel de mediador entre Deus e o pecador. O apóstolo Paulo explica que Jesus é o único mediador: “Deus está de um lado e todo mundo está de outro, e Cristo Jesus, ele próprio um homem, está entre eles, a fim de uni-los, ao dar a sua vida por toda a humanidade” (1Tm 2.5-6, BV).

Por ser Filho de Deus e Filho do Homem, por não ter pecado, por ter dado a sua vida em favor de muitos, por ter pago a dívida que o pecador tem com Deus, por ter ressuscitado dentre os mortos e por ter se assentado à direita de Deus — Jesus pode “se apresentar diante de Deus em nosso favor” (Hb 9.24). Esse mesmo Jesus “é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles” (Hb 7.25).

A minha confiança e segurança estão em Jesus, o mediador da Nova Aliança!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s