Sal da terra e luz do mundo

Jônatas da Cunha Ferreira

Ao terminar as bem-aventuranças (Mateus 5.1-12) no sermão da montanha, Jesus descreve a atitude do mundo para com os crentes (5.11-12). E logo em seguida mostra a influência dos verdadeiros discípulos sobre o mundo, dizendo: “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” (5.14-16).

Mas, o que é ser sal da terra e luz do mundo? Jesus apresenta duas pressuposições ao se utilizar dessas figuras. A primeira delas, quando usa a figura do sal com sua propriedade de conservar, se refere ao fato de que o mundo não possui força própria para preservar a si mesmo. A humanidade é autofágica, autodestrutiva. Basta observar como sempre temos a impressão de que ontem havia menos violência, menos corrupção, menos maldade do que vemos hoje. É sempre possível se surpreender com um mal maior. A segunda, ao utilizar a figura da luz, se refere ao fato de que o mundo não possui luz própria. A luz nas figuras bíblicas representa o pleno conhecimento de Deus, a sabedoria, a justiça, verdadeira felicidade e direção. O mundo não tem nada disso. Está em trevas no sentido da depravação e da ausência de direção, como quem corre  atrás do vento.Diante desse quadro, Jesus faz duas afirmações desafiadoras.

A primeira delas, ao dizer que nós somos o sal da terra, ele está afirmando que nós somos o método de Deus. Jesus fez seu discurso longe de estruturas institucionais, longe das cidades, templos e sinagogas, longe das estruturas políticas e econômicas. Ele estava deixando claro que nossas estruturas eclesiásticas, nossas placas, bandeiras e manuais não são o Sal da terra. Nossos templos, métodos, estratégias litúrgicas, influencia na mídia, não são sal da Terra. Homens crentes é que o são. Os discípulos são o método de Deus para levar transformação ao mundo. Mas, “constantemente nos esforçamos por criar novos métodos, novos planos, para garantir eficiência da Igreja e nos esquecemos que o homem é o método de Deus. A Igreja procura métodos melhores. Deus procura homens melhores.” (Bounds).

A segunda, ao dizer que somos a luz do mundo, ele afirma que somos os refletores do brilho do evangelho de Cristo. A fonte da luz verdadeira é o próprio Jesus. Ele é a Estrela da manhã e a luz do mundo original. Nós somos o método escolhido por Deus para refletir essa luz no mundo (Jo 1.4, 8). Mas, isso requer exposição constante à luz (Jo 15.4-5). Não seremos luz do mundo sem comunhão íntima e profunda com Deus. Sem relacionamento com ele, a luz permanecerá oculta. É por isso que Jesus afirma que uma cidade construída no topo de um monte não pode ficar escondida por causa das luzes que brilham em todos os cantos. Quem possui a luz de Cristo não consegue escondê-la porque é luz de Cristo.

Nós somos o sal da terra e a luz do mundo: o método de Deus e o reflexo do brilho da luz de Cristo no mundo. Por isso, a pergunta que fica é como a luz de Cristo tem brilhado em sua vida a cada dia? Vale lembrar a advertência de um filósofo ateu: “Os cristãos deviam brilhar mais; então eu acreditaria no salvador deles. Nem todos os que se chamam cristãos são luzes. Uma vela ainda não é uma luz, a menos que esteja acesa” (Friedrich Nietzsche).

Jônatas da Cunha Ferreira • iptubarao.wordpress.com
CC BY-NC-ND 3.0 • This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License
About these ads

Sobre Família Presbiteriana de Tubarão

Somos uma comunidade de discípulos de Jesus que tem como objetivo a Glória de Deus. Buscamos uma espiritualidade profunda, a maturidade cristã, a comunhão e o aperfeiçoamento dos dons para servirmos no mundo em amor, proclamação e discipulado. Venha fazer-nos uma visita… Você e sua família serão muito bem-vindos!

Publicado em 30.08.2012, em Textos e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 10 Comentários.

  1. Sandra maria lobato

    sou pastora mais gosto de aprender comodos meus irmaos em cristo nunca sabemos nada somos eternos aprendizes de Cristo nosso eterno professor obrigado por me tirar algumas dúvidas e espero sempre contar com voces para me ajudarem que Deus lhe abençoe elhes conceda sempre assim amém!

  2. Sandra maria lobato

    sou pastora mais louvo a Deus por ter irmaos como voces ensinando a palavra de Deus a todos aqueles que necessitam amém!

  3. Larissa Rodrigues

    Eu estava lendo Mateus, e fui ver mais a fundo o que Jesus quis dizer no sermão do monte quando fala para sermos Luz e Sal do mundo…Esse estudo me ajudou bastante, gostei muito da palavra.
    Obrigada, Deus abençõe

  4. José Antonio dos Santos

    A Paz do Senhor e Salvador Jesus Cristo para todos,pela misericórdia do Sr Deus sou diácono da Assembléia de Deus ministério de Guaratinguetá ,gostei muito deste estudo de Mateus 5 realmente devemos refletir e muito se estamos fazendo a diferença aqui neste mundo,o qual Deus colocou nós seres humanos para habitar.
    Para nós pesarmos o problema não é o navio na água , mas a água dentro do navio então ele vai naufragar,o problema não é o cristão no mundo,mas o mundo dentro do cristão então ele deixa de ser sal e luz para esse mundo, e ele o cristão perece e morre. .

    • Caro José Antonio dos Santos,
      Obrigado pela visita. É exatamente nesse sentido. Para o cristão ser sal da terra e luz do mundo ele não pode ser “mundo”. A questão não é apartar-se do mundo, mas ser diferente NO mundo para que O mundo glorifique o Pai que está no céu.
      Deus abençoe você… Paz!
      Um abraço de toda Família Presbiteriana de Tubarão

  5. Ester Oliveira

    Muito bom esse estudo! Que Deus continue abençoando e capacitando os irmãos para alimentar o seu povo com a sua palavra – em todos os lugares.

  6. Parabéns pela matéria! ótima!

  7. Gostei muito do estudo! Pr. Marcos Paulo de Sapezal!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 113 outros seguidores